Primeira visita ao Ortodontista

Publicado em 30/07/2013
Imagem do artigo Primeira visita ao Ortodontista

Muitos pais tem a seguinte dúvida: - Quando levar os seus filhos ao Ortodontista?

Um fator muito importante é ressaltar que a Ortodontia está diretamente ligada à prevenção e tratamento dos problemas de crescimento, desenvolvimento e amadurecimento da face (normalmente trabalham com braquetes e bandas coladas aos dentes e aparelhos removíveis).

O mais aconselhado é que a primeira visita ao ortodontista deve ser feita entre sete e oito anos.

A literatura científica mais recente diz que não existe um benefício em iniciar o tratamento antes dos 10 anos, exceto em algumas exceções.

Com essa visita entre sete e oito anos, se torna possível prever problemas de formação dos dentes antes que eles estejam desenvolvidos por completo (devido ao crescimento da criança), o que facilitaria no tratamento.

De Acordo com a Associação Americana de Ortodontia, ao levar uma criança para ser avaliada em torno dos sete anos, permite uma análise dos molares permanentes, que são dentes muito importantes do ponto de vista ortodôntico, nessa mesma idade, também se pode observar os incisivos de leite já serem substituídos por seus sucessores permanentes.

Na maioria das vezes não é necessário nenhuma intervenção do ortodontista, mas esta primeira análise é fundamental e preventiva.

Normalmente os tratamentos Ortodônticos tem início quando a criança está passando para adolescência (em meninas em torno dos 11 anos de idade, e nos meninos por volta dos 13 anos).

Esse período é fundamental para que seja colocado o aparelho nos dentes, pois a criança está no fim da dentição mista, ou seja, ela está perdendo os últimos dentes de leite e os dentes permanentes estão começando a se desenvolver, esse é o ponto principal onde o ortodontista pode (caso haja a necessidade) direcioná-lo da forma mais favorável para o desenvolvimento da dentição e da face.

Existem algumas situações que exigirão uma intervenção mais precoce, entre 9 e 12 anos podem acontecer os chamados problemas transversais, representados pelas mordidas cruzadas e os problemas de hábitos orais. Um exemplo de hábito é a sucção digital mais conhecida como "chupar o dedo", onde a criança tem que ser orientada e conscientizada sobre todos os agravantes que esse hábito pode gerar na dentição dela.

Vale ressaltar que muitos casos ortodônticos podem ser difíceis de tratar quando se é adulto, mas poderiam ser facilmente corrigidos durante a infância, podemos citar as extrações dentárias e cirurgias faciais que podiam ser evitadas quando essas situações são tratadas precocemente.

Deixe seu comentário


Estrutura de Atendimento

Estrutura de Atendimento - Amo Odontologia- DentistasTemos instalações novas e modernas, equipadas de acordo com as normas do Ministério da Saúde.
Salas de Espera para crianças e adultos.

Atendemos as cidades de Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Nazaré Paulista, Piracaia e Mairiporã.

A empresa Amo Odontologia
Consultorio Amo Odontologia
Amo Odontologia
Instalações do Amo Odontologia
Imagem de Galeria Home
Empresa Amo Odontologia